Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

O que considerar ao desenvolver jogos para crianças?

Muitos estudos comprovam os inúmeros benefícios dos games, como, por exemplo, aprimorar o raciocínio lógico, aumentar a capacidade de memorização e concentração, entre outros. Esse mercado cresce em grande escala, e já demos dicas aqui no blog a respeito de como entrar no mercado de games.

Outra forte tendência atualmente em diversos setores é a gamificação, em que técnicas e rotinas próprias de jogos eletrônicos são adicionadas a tarefas rotineiras com o intuito de aumentar a motivação, a concentração e o esforço na execução da tarefa por parte de seu responsável. 

Mas e quando se trata de jogos infantis?

Desenvolvimento de jogos para crianças é uma área em crescimento

Quais principais características devo considerar ao desenvolver jogos para crianças?

As crianças adoram jogar e os mesmos benefícios que se aplicam aos adultos também se aplicam a elas - alguns deles até com uma maior eficácia devido ao processo de formação em que se encontra o cérebro dos pequenos.

Porém, muitos pais limitam ou até mesmo impedem que seus filhos façam o uso de aparelhos eletrônicos e seus jogos, com o receio de que eles se tornem muito sedentários e hipnotizados, viciados em apenas jogar.

Um fator que estimula os pais na hora de autorizarem seus filhos a jogar, é capacidade educacional do jogo. Quanto mais educacional for o game e mais qualidades positivas ele desenvolver na criança, maior será aceitação por parte dos pais e maiores serão os períodos que seus filhos passarão jogando.

Selecionamos algumas dicas para ajudar o desenvolvedor a romper com essas limitações, veja a seguir:

Guie o entendimento e estimule a criatividade

Um requisito para se desenvolver qualquer aplicação - como é o caso dos jogos para crianças -, que atenda de fato as expectativas e necessidades de seus usuários finais, é compreender bem o seu público-alvo.

Em se tratando de jogos infantis, dois públicos devem ser considerados: os pais, que irão comprar o aplicativo, avaliá-lo e determinar o uso; e as crianças, que vão se entreter e se encantar, ou não, com o jogo.

Para conseguir guiar o entendimento da criança no jogo, é necessária uma análise psicológica do seu comportamento enquanto joga. Uma ótima tática a ser usada é a repetição de determinados processos, como acontece em desenhos infantis e que tanto prende atenção das crianças.

Ao criar repetições dentro do jogo, mesmo que não sejam exatas, o desenvolvedor auxiliará na memorização de uma determinada fase ou atividade, contribuindo assim para um melhor entendimento.

Restringir a ação do jogador a um número limitado de interação com o jogo é o mesmo que limitar a sua criatividade. Pode ser que a criança, ao invés de andar com o personagem, queira voar, ou, ao invés de cumprir uma determinada atividade, ela queira apenas passear pelo cenário do jogo com o personagem.

É importante idealizar diversos desejos, como estes, que possam surgir e abrir um leque de opções que possibilite a criança exercer a sua criatividade.

Emocione

Para que o jogo seja divertido, os personagens e o cenário não precisam ser o tempo todo “alegres”. Ao criar diferentes estados emocionais para os personagens e cenários variados, fica mais fácil despertar sentimentos emocionais mais fortes, e assim, prender um pouco mais a atenção da criança no jogo, obtendo uma maior fidelização.

Mas não vá exagerar em sentimentos negativos como a tristeza ou cenários muito solitários.

Crie uma marca ao invés de apenas um jogo e “pense fora da caixa”

Se a intenção é criar um negócio rentável e duradouro não basta criar apenas um jogo, é preciso criar uma marca com uma identidade visual bem definida e que encante. É importante abrir a possibilidade de lançamento de novas versões e novos jogos relacionados, que despertem o mesmo ou um maior interesse por parte de seus jogadores, como fez o Angry Birds ou o Pou, por exemplo.

Pou é um exemplo de jogo infantil de sucesso

Se o primeiro projeto da marca for cativante e sempre despertar uma certa curiosidade no jogador quando novas versões ou jogos forem criados, a marca sempre terá clientes em potencial e um marketing criado por seus próprios jogadores.

Pensar "fora da caixa" é um clichê muito utilizado quando se fala em criação e inovação. Porém, muitos parecem ignorar esta recomendação. Na criação de jogos infantis, fazer o que todo mundo está fazendo é criar um jogo pouco competitivo e que provavelmente não durará muito tempo no mercado.

É preciso ir além, buscar públicos-alvo específicos e atender necessidades especiais, como, por exemplo, crianças portadoras de deficiência visual ou auditiva, criando novas formas de despertar a emoção dos portadores destas deficiências e fazendo com que desenvolvam as mesmas habilidades que outras crianças que não as possuem.

O mercado para desenvolvedores de jogos infantis possui muitas oportunidades, e se bem aproveitado, pode garantir um negócio duradouro e estável.

E você, desenvolvedor, teria mais dicas de características a serem seguidas no desenvolvimento de jogos infantis? Compartilhe conosco a sua opinião e experiências na área.

Prepare-se para ser um desenvolvedor de games

Prepare-se para desenvolver games com a Impacta

Para que você domine as ferramentas e técnicas de criação de games, a Faculdade Impacta oferece a graduação em Jogos Digitais, que te prepara para desenvolver jogos em plataformas PC, web e mobile. Com aulas interdisciplinares, você terá contato com todas as fases do projeto, desde o design, arte visual, áudio, programação, até a gestão de projetos e negócios.

[fbcomments url="" width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados