Minha Conta
Recuperar Senha

Digite seu endereço de e-mail que foi cadastrado e enviaremos seus dados de acesso.

Minha Conta

A senha deve conter no mínimo 6 caracteres.

Ao se cadastrar, você concorda com a Política de Privacidade e Segurança

Mudar Data: Photoshop CS6 Módulo I
Preço
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
15/09 a 26/09 Manhã 4000,00
  Itens Preço
Carrinho de Compras
O carrinho está vazio.
INVESTIMENTO TOTAL:0,00

Esqueci minha senha

Foi enviado um e-mail para com os dados de acesso.

Cabeamento: Como e por quê?

ELEMENTOS QUE TODO PROFISSIONAL DE REDE DEVE SABER

Atualmente e cada vez mais a preocupação das empresas está em aumentar a segurança e estabilidade de suas redes.

Para que isso seja possível devemos começar pela infraestrutura, e um bom sistema de cabling é um dos componentes importantes. Devemos lembrar que o que substitui cabos, são cabos, e que os sistemas de rádio (wireless) são apenas um ótimo complemento para melhorar nossa mobilidade e expandir redes para lugares que às vezes é difícil cabear, e em alguns casos, quando possível reduzir custos.

Vamos a partir de agora abrir um espaço em nosso blog para divulgarmos informações que possam ajudar nossos leitores a estruturar de forma eficiente sua rede. Iniciamos com um artigo que irá permitir que você tenha noções de como deve ser um bom sistema de cabling.

Comparativamente a outros investimentos feitos em produtos de rede de computador, o cabeamento tem uma vida útil muito grande. Os softwares costumam passar por uma evolução a cada dois ou três anos, o hardware tem uma vida útil de cinco anos. Você poderá conviver com seu cabeamento de rede por quinze anos ou mais. Esse investimento gera dividendos durante anos, mas o grau de retorno dependerá do cuidado com que você seleciona os componentes e supervisiona a instalação dos cabos.

O nível mais fundamental de uma rede é a conexão entre equipamentos. O hardware de seu computador, o software de rede e os módulos que implementam os protocolos de rede ficarão sem função se um pequeno fio estiver em curto, for interrompido dentro de um cabo ou ainda, se um motor de ventilação ou iluminação gerar um campo elétrico que crie ruídos no cabo de rede local. Em julho de 1991 foi criada a primeira norma (EIA/TIA 568), que hoje já está na versão EIA/TIA 568 C, e a partir de então a ISO e todos os países criaram suas versões deste padrão, inclusive o Brasil com a norma ABNT/NBR 14565. Este padrão visa universalizar procedimentos para instalação de cabeamento em edifícios comerciais estabelecendo critérios de desempenho e possibilitando o planejamento, para uma duração de no mínimo dez anos.

Você deve entender o cabeamento estruturado como algo muito simples, que além de especificar requisitos mínimos para os cabos dentro de edifícios comerciais, tais como topologia, distâncias, meios de transmissão, interconectividade, vida útil dos sistemas, etc., trata-se de um sistema modular que permite que você possa mudar de opção de cabeamento à medida que a sua rede cresce.

Um sistema simples de cabeamento estruturado é composto por um gabinete de fiação (Rack) que pode ou não estar em uma sala própria. Toda fiação da rede é organizada através de painéis modulares (patch panels). Essa modularidade permite antever o futuro da rede e implementar em momento oportuno, pontos adicionais, distribuídos pela instalação e remanejar usuários ou serviços. O conjunto de cabos que vai da estação de trabalho até os painéis de derivação no gabinete, recebe o nome de cabeamento horizontal. Se a rede estiver instalada em mais de um andar ou vários edifícios, o cabeamento que interliga os andares e/ou edifícios é chamado cabeamento backbone. As normas de cabeamento estruturado especificam ainda carga de cabos dentro dos dutos e proximidade com fontes de energia elétrica.

SUPORTE A DADOS VOZ E IMAGEM

Um sistema de cabeamento estruturado mais complexo implementa seis subsistemas que vão desde a entrada do edifício, passando pelos gabinetes, até as estações de trabalho dos vários andares. Por se tratar, no seu significado mais amplo, de um sistema de telecomunicações, com a mesma tecnologia combina dados e voz e imagem. Isto significa, a grosso modo, que cada ponto de dados da sua rede pode se tornar rapidamente um ponto de telefonia ou CFTV e vice-versa.

As pessoas frequentemente mudam a configuração de seus escritórios. Acompanhar e acomodar essas modificações são uma parte importante do trabalho de um gerente de TI. O cabeamento estruturado facilita a reconfiguração das fiações horizontal e backbone, a inclusão de conexões de rede e facilita, em caso de manutenção, a troca de cabos defeituosos. Esse conjunto de dispositivos de conexão permite que você adapte o sistema de cabeamento ao crescimento da sua empresa, e o que é mais importante, às alterações que ela sofre.

Os fabricantes de soluções para cabeamento estruturado, baseados nesse padrão fornecem garantias de até vinte cinco anos, incluindo tanto, a cobertura para defeitos quanto a atuação e desempenho do sistema frente à evolução das tecnologias.

Os profissionais da área de redes devem ter em mente a importância dessa camada da rede e rapidamente se preparar para resolver problemas do meio físico ou estar preparado para um eventual crescimento da sua rede, adquirindo conhecimentos através de treinamentos e literaturas adequadas.

[fbcomments url="" width="100%" count="off" num="3" countmsg="wonderful comments!"]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code class="" title="" data-url=""> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong> <pre class="" title="" data-url=""> <span class="" title="" data-url="">

Artigos Relacionados